Tradutor

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

Cadastre-se e receba em seu email as postagens

Pesquisar este blog

Seguidores

Welcome ao Pequinês Curitibano.

Histórias de uma Matilha Urbana. Participe!

Facebook

Quem sou eu

Total de visualizações de página

Top Blog

Pequinês Social Club

quarta-feira, 6 de junho de 2012

Limpeza Dental do Dodi








            Dodi estava com um mau hálito fortíssimo. Resolvi fazer uma limpeza para remover o tártaro.

            Voltou para casa com dentes brancos e limpos como filhote. Assim que a veterinária mandar as fotos eu posto  “o antes e o depois” dos dentes do Dodi.

            Fiz uma pesquisa na net e achei algumas informações importantes.

            Mas o que é o tártaro? Na verdade, o tártaro é oriundo de um material pegajoso e amarelo que se deposita na superfície dos dentes (placa bacteriana ou biofilme) que sofreu um processo de mineralização, pela precipitação de sais minerais provenientes da saliva, sendo denominado de cálculo dentário.

            O problema é muito mais sério do que as pessoas possam imaginar! Ele é apenas um sintoma da Doença Periodontal, doença essa a de maior prevalência na clínica de pequenos animais, que se caracteriza pelo seu caráter crônico.

            Como o próprio nome diz, a doença acomete o periodonto, estruturas de suporte e proteção dos dentes. Ou seja, qualquer distúrbio nessas estruturas pode levar a danos que inviabilizem a manutenção do dente no alvéolo dentário.

            Dentre os principais sintomas destacam-se: dor ao se alimentar, gengivite, mobilidade dos dentes, retração de gengiva, perda dentária, além dos principais sinais relatados pelos proprietários – halitose (mau hálito) e a presença dos cálculos dentários.

            As alterações provocadas pela doença periodontal não se restringem à cavidade oral, mas sim inclui diversas alterações sistêmicas, tais como: doença renal (glomerulonefrite), doença hepática (hepatite), doença articular (poli artrite), doença cardíaca (endocardite bacteriana), além de relatos na literatura sobre meningite e discoespondilite.

            Uma vez diagnosticada, o único tratamento efetivo é realizado pelo médico veterinário. Entretanto, para sua realização é necessário manter o paciente anestesiado durante todo o procedimento sob anestesia inalatória, pois permite maior segurança aos nossos pacientes, além de realizar o tratamento de maneira correta. O tratamento é complexo, e em diversas ocasiões, muitas extrações são necessárias. A simples retirada dos cálculos dentários com uma pinça, sob sedação, não permite a completa remoção de todo cálculo, mascarando as lesões.

            Como vimos muitas das alterações provocadas pela doença periodontal provocam graves sintomas nos animais, além da possibilidade de levar a lesões irreversíveis. Sendo assim, a única forma efetiva de tratamento é realizada em ações voltadas para a prevenção.

Fotos do antes e depois

6 comentários:

  1. Post esclarecedor, Maurício! Acredito que Madah está com esse problema. Já ia ver isso, agora, vou apressar a consulta.

    ResponderExcluir
  2. Vou dar uma olhada como anda os dentes dos meus, acredito que a Laika tb esta precisando de uma limpeza dessa

    bjs

    ResponderExcluir
  3. que lindo o sofá do Dodi!!!! e ele mais lindo ainda... Maurício, é muito caro esse tratamento???

    ResponderExcluir
  4. Fã dos pequineses7 de junho de 2012 00:15

    Muito legal !!! Que bom ver novos artigos ! É mesmo o mais importante é a prevenção que pode ser feita com uso de pastas enzimáticas aplicadas por meio de escovas próprias ou até mesmo com o dedo se o cão não morder. Também podem ser usados ossos vegetais e até mesmo animais que tem ação mecânica.

    ResponderExcluir
  5. Olá Mauricio, por curiosidade do bolso, qual o valor pago no tratamento? Abraços

    ResponderExcluir