Tradutor

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

Cadastre-se e receba em seu email as postagens

Pesquisar este blog

Seguidores

Welcome ao Pequinês Curitibano.

Histórias de uma Matilha Urbana. Participe!

Facebook

Quem sou eu

Total de visualizações de página

Top Blog

Pequinês Social Club

segunda-feira, 25 de abril de 2011

"Tá ligado?"


Já escrevi em outra postagem que o Ramon come cocô, mas esta situação ultimamente tem sido rara. Pra ser sincero nem me incomoda mais.Um cocozinho ali, outro aqui, deve fazer parte das iguarias de seu paladar requintado.

Mas veja só a situação que a iguaria me proporcionou.

Chego à praça em um daqueles dias corridos para o relaxante passeio sanitário. Solto os dois no gramado, e lá vai o Ramon direto em um cocozão desconhecido.

Desconhecido já é demais... “perai”!!!                                

Se o cocô for dele ou do Dodi vai lá, pois sei que os dois só comem ração Super Premium e os patês de carne de primeira que eu mesmo faço. Viu como estou tolerante!!

Mesmo assim adverti:
- NÃO RAMOM. ESTE NÃO PODE!!!! Dei uma sacudida nele e o passeio continua.

Percebo que em um banco estava a ecológica Ervazia. Ela é uma cachorreira alternativa dona de um beagle estranhamente tranquilo.

Não sou de reparar em maquiagem de mulher, é um universo que não entendo, mas a da Ervazia me intriga. Seus olhos já vermelhos naturalmente são evidenciados por uma cor negra borrada que parece que nunca sai dali, parecem serem retocados sobre o que restou do dia anterior.

Pela manhã a vejo sempre com um cigarro de filtro vermelho, deve ser para acordar os olhos de ressaca. Já à noite o cigarro é verde, deve ser para adormecer os olhos vermelhos e cansados de ressaca.

Mas “vualá”. Definitivamente não tenho nada a ver com a vida da Ervazia.

Então voltemos ao Ramon e seu cocô exótico.

Depois que chamei a atenção do coprófago, continuamos nosso passeio. Até que ele avistou mais um objeto do desejo e foi correndo em sua direção.

-NÃO RAMOM. ESTE NÃO PODE!!!!

Quero deixar claro que ele havia comido antes de sair de casa para o passeio, e comido muito bem.

Pela 3ª vez continuamos o passeio. Os pequineses correram, brincaram tudo nos conformes.

Até que quando voltava passei novamente pela Ervazia. Só que Ramon estava para o crime foi mais rápido que eu e pumbaaa... Comeu a merda alheia com gosto de vitória sobre seu dono.

Admito que fiquei puto com o Ramon.

Dei um baita de um grito:
- NÃO RAMOM. ESTE NÃO PODE!!!!
Dei uma baita de uma sacudida:
-NÃO RAMOM. ESTE NÃO PODE!!!!

Até que  Ervazia, a mulher de mão, pele, cabelo (exceto maquiagem) verde, que parece ter pego o túnel do tempo do Festival de Woodstock e caido direto na Rui Barbosa, materializou-se  em carne, osso, odor e voz ,dizendo:

- Seu cachorro  está comendo cocô porque é estressado. Você deve ser mais calmo com ele e explicar que isto não pode...
Imagine o dialogo com o Ramon:
Au au au au au au
Até pedi para o Dodi dar uns toques pra ele.

Gente! Faz 8 meses que eu tenho este papo diário com o Ramon (sem os latidos), mas ele não entende.
Fiz de conta que não era comigo deixei a mulher samambaia falando e fui saindo.

Neste momento ela trocou de cigarro, acho que para um vermelho que acorda. E voltou a falar:

-Caaara! Tenho observado que você não conversa com seus pets. “ Tá ligado” que é por isso que eles estão comendo o cocô. Você tem que  trocar uma idéia com eles.

Bom!! Daí eu tive que parar. Engolir a raiva.  Pensei, mantenha a calma com a filha do hulk e conte até 10.
Um;
Dois;
Três;
Quatro;
Cinco;
Seis;
Sete;
Oito;
Nove;
Dez;
Acho que não esta dando certo.
Onze;
Doze!
Desisti e larguei "na lata" perguntando:

-Seus pais não conversaram  com você?

Ela me olhou com um ar de interrogação.

Continuei:

-Você não come cocô, mas toda noite fuma merda de cavalo pensando que é sei lá o que.
- Bom, talvez você nem pense mais por causa do cheiro de merda de cavalo que você fuma por engano.

-Será que é culpa dos seus pais? 
-Pois surda acho que  você não é.
- Mas sei lá, “ tá ligado”... Fica susse!




7 comentários:

  1. TAMY, PITUXA E TASHA26 de abril de 2011 02:04

    ADORAMOS!!!

    ResponderExcluir
  2. kkkkkkkk....
    Essa eu não conheço...
    mas vou lembrar para vc, da maior culpada de toda essa história....
    sabe aquela guria que tem um cachorrinho que tem uns 200 anos...e que parece ter no maximo 5...então...essa VACA, não limpa o coco do cachorro nunca...e toda vez que eu saio de casa para ir pra facul lá está ela e o cachorro...ela anda "lentamente" pela praça...e sabe quando o cachorro dá aquela paradinha...é essa a hora...ele caga, e ela continua... "caminhando, como se fosse a garota de Ipanema em camera lenta"....é o cumulo, se vc estiver lendo faz favor...ANDA COM UMA SACOLA PLÁSTICA NA BOLÇA...tem uma casa de embalagens na André de barros, lá eles vendem saquinhos para todos os gostos...uashuashuash

    ResponderExcluir
  3. Concordo com o comentário da pousada do céu ! Realmente as pessoas DEVEM limpar o cocô de seus cães! Isso é civilização! A BOLSA dela poderia carregar os saquinhos!

    ResponderExcluir
  4. Que pimenta!
    Não achei legal a bandeira do PT nesse lugar...
    E não posso comentar nada porque meus pais não conversaram comigo...contudo, respeito as opiniões alheias.

    ResponderExcluir
  5. Confesso que foi de mau gosto e antidemocrático o Cocô petista.
    Cocô substituído.

    ResponderExcluir
  6. Maurício, sabe que a Lóli adora coco alheio... Dela mesmo ela nunca comeu, mas os da rua ela adora... Ficamos loucas de brava com ela, afinal depois ela acaba se lambendo, nos lambendo e ai já viu... Acho isso bem estranho e mais estranho que isso são os donos que largam as lembranças de seus pets por ai...!
    A propósito não congo imaginar você dando aquela resposta pra Sra Natureza!! haha

    ResponderExcluir
  7. È Flávia, tive que dar a resposta.
    A Ervazia quando viaja fica chata rsrs!

    ResponderExcluir