Tradutor

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

Cadastre-se e receba em seu email as postagens

Pesquisar este blog

Seguidores

Welcome ao Pequinês Curitibano.

Histórias de uma Matilha Urbana. Participe!

Facebook

Quem sou eu

Total de visualizações de página

Top Blog

Pequinês Social Club

terça-feira, 30 de novembro de 2010

"Au"rélio

Pois é!

Aposto que meu comentário não seja dos mais populares no meio do Orkut canino, mas se tem uma coisa que eu acho pouco inteligente são estes internautas adultos que insistem em desenvolver diálogos caninos.

“Au au pra lá; au au pra cá.
Aumigo, aumensagem,  lambeijos auetc“

 Estes dias teclava com uma pessoa que insistia e puxar assunto comigo nestes latidos “Aurélianos”. Mesmo contrariado tentei desenvolver uma conversa humana, pois esta pessoa possuía uma cadela, da raça pequinês, com uma pelagem de cair o queixo.


A tentativa foi em vão. Descobri que a pessoa tinha “auma” de um cachorro especial que estaria na honrosa colocação de 80ª do ranking de inteligência do Dr. Stanley Coren.

Depois de várias tentativas frustradas fui incisivo na pergunta:
-Qual sua profissão?
Acho que nesse exato instaste a pessoa/animal foi chamada para a realidade humana e respondeu, depois de algum tempo.
- Sou vendedora de móveis.
Hum...é uma cadela.

Não me contive e fiz a segunda pergunta. Já achando que iria levar uma mordida.
-Qual a sua idade?
-35 anos

Momento reflexão: “35 anos (!)” Acho que ao invés de ponto de exclamação deveria ser um ponto final (.).

Tomara que já esteja fazendo xixi e cocô no jornal!

E é só.

Um comentário:

  1. Hahahaha.De fato, é, até, esquisito alguém falar nessa 'linguagem'. Não dá pra entender. Será que eles tentam 'personificar' um cão, quando nem sabemos como seria o 'falar' canino? Mas creio que não seria assim...Isso é chato mesmo.

    ResponderExcluir