Tradutor

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

Cadastre-se e receba em seu email as postagens

Pesquisar este blog

Seguidores

Welcome ao Pequinês Curitibano.

Histórias de uma Matilha Urbana. Participe!

Facebook

Quem sou eu

Total de visualizações de página

Top Blog

Pequinês Social Club

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Morretes dogfriendly




     Nunca tinha pego a estrada com Dodi e Ramon. Escolhi o litoral paranaense para fazê-lo, mais especificamente Morretes, via Graciosa.

A Estrada da Graciosa, como é conhecida a Rodovia PR-410, é uma estrada pertencente ao governo do Paraná que utiliza a antiga rota dos tropeiros em direção ao litoral do Estado, interligando Curitiba às cidades de Antonina e Morretes.

A estrada atravessa o trecho mais preservado de Mata Atlântica do Brasil, marcado pela mata tropical e pelos belos riachos que nascem na Serra do Mar. Por isso, em 1993, parte do trecho da Serra foi declarada pela UNESCO como Reserva da Biosfera da Mata Atlântica. Na região, existem dois importantes parques estaduais: o Parque Estadual da Graciosa e o Parque Estadual Roberto Ribas Lange.


Datam do início do século XVIII as primeiras notícias sobre a pioneira Trilha da Graciosa, que deu origem ao trajeto. As obras de construção da estrada foram concluídas em 1873, tendo sido iniciadas logo após a criação da Província do Paraná, por ordem do seu primeiro presidente, Zacarias de Góis Vasconcelos. Até a metade do século XX, a Estrada da Graciosa permaneceu como única estrada pavimentada do Estado, sendo importante rota de escoamento da produção agrícola (café, erva-mate e madeira) do Paraná rumo ao Porto de Paranaguá e ao Porto de Antonina.



A fundação do povoado de Morretes data de 1721, mas a ocupação de seu território por mineradores e aventureiros paulistas, remonta ao ano de 1646, período em que foram descobertas jazidas de ouro na região.

O progresso do povoado provocou certa rivalidade com Paranaguá, que chegou ao cúmulo de proibir "…os comércios de fazendas sêcas de lojas em Morretes", por ordem do Ouvidor da Capitania no ano de 1780.

No ano seguinte a absurda proibição foi revogada por ordem de D. Martin Lopes Saldanha - Governador General da Capitania. (Romário Martins - História do Paraná)

Depois da breve pesquisa da historia do local, vamos ao que interessa: O Barreado.
Barreado é o prato típico paranaense, por sinal é um dos meus pratos prediletos.
Soube por amigos que alguns restaurantes aceitam cachorros. Descobri que, a meu ver, o mais charmoso restaurante é dogfriendly.

O Villa Morretes fica as margens do Rio Nhundiaquara, peguei a mesa de frente para o Rio.


Dodi e Ramon se comportaram como crianças britânicas. O Ramon sempre me surpreendendo. Uma turista paulista chegou a comentar:
- Isto sim que são cachorros educados de passeio.


A comida estava ótima.



O dia estava ótimo.


Ao sair o dono do restaurante veio até mim e falou que os cães são bem vindos. Mas aconselha fazer reservas, pois os pets podem pernamecer apenas na parte externa. Que é o melhor lugar.

Achei o atendimento tão bom que me passou pela cabeça fazermos um Pequinês Social Club em Morretes neste restaurante. Quem sabe?

Para maiores informações clic abaixo.

Depois sai passear pelas ruas acompanhando o Rio. Infelizmente em algumas lojas não se pode entrar com o Pet, nem que seja no colo. Vale a pena perguntar antes, senão acaba passando vergonha que nem eu.

Entrei em uma loja. Lá do fundo a mulher grita:
- Não pode cachorro, favor se retirar.
Eu:
- Tudo bem senhora. Vou à próxima loja comprar 15 colares de pedra para dar de presente.
Parece que ela mudou de idéia. Mas nem olhei..

Então foi isto, vá a Morretes com seu pequinês. Vale a pena.

Dodi e Ramon aprovam!

4 comentários:

  1. Muito bom esse post: uma 'aula' da história de Morretes, o barreado (que apesar de eu ter morado em Ctba ainda não provei), o lugar lindo, e os dogs cada vez mais charmosos. Valeu!

    ResponderExcluir
  2. Legal a matéria, gostei demais, ainda mais que morei e estudei em Morretes. Curto demais esta cidade. A idéia de reunirmos lá é boa! Quem sabe dá certo, surjam bastante interessados. É só aguardar opiniões.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns aos meninos que se comportaram no passeio! Também já fiz esse passeio, só que de trem, é muito bonito mesmo!!! A ideia de fazermos um encontro lá é muito interessante, nós aprovamos!!!

    ResponderExcluir
  4. Ótima idéia Mauricio...
    Aprovado

    Elaine, Lincon e MAX

    ResponderExcluir