Tradutor

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

Cadastre-se e receba em seu email as postagens

Pesquisar este blog

Seguidores

Welcome ao Pequinês Curitibano.

Histórias de uma Matilha Urbana. Participe!

Facebook

Quem sou eu

Total de visualizações de página

Top Blog

Pequinês Social Club

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Nós do Pequinês Social Club - Áurea


       Eu nunca imaginava que um dia iria ser dona de cachorro, melhor Mãe de cachorro.


 Mas no dia 06 de fevereiro de 2011 estavamos passando um final de semana na praia de Gravatá em Navegantes, quando fomos até uma agropecuaria comprar ração para o peixe da madrasta do meu marido, quando entrei na agropecuaria vi um homem que tinha acabado de trazer um filhote para vender, peguei aquela pequena no colo (todos vão me entender porque eu também senti amor a primeira vista, é um sentimento unico, inexplicavel) e não larguei mais, foi engraçado porque as outras pessoas vinham ver e perguntar se estava a venda e eu não dava ela para ninguém.(já era minha) foi quando o homem me disse que era uma femea da raça Pequinês, mas eu nem sabia o que era um Pequinês, não sabia se ia ficar grande ou pequeno, com muito pêlo ou pouco pêlo, só sabia de uma coisa, que eu à amava.

O nome Laika foi a afilhada do meu marido e um amiguinho dela que estava conosco que escolheram e eu gostei.

Muitas pessoas dizem que os animais são irracionais, que não tem sentimento mais eu discordo plenamente: no dia 16 de fevereiro minha mãe começou a fazer quimeoterapia devido ao problema de saude que ela tinha, como eu ficava o dia inteiro cuidando da minha mãe, varias e varias vezes cheguei na casa dela e encontrei ela chorando devido as reações da quimeoterapia e a Laika sentia que ela estava triste e ela ainda um fihote pulava na minha mãe, ela queria mostrar para minha mãe que ela estava lá, então minha mãe acabava brincando com a Laika e se distraia, esquecia dos problemas que tinha, por isso eu digo e confirmo a Laika foi muito importante para o tratamento da minha mãe.


       Como eu não sabia nada sobre a raça Pequinês começei a pesquisar na internet sobre a raça, e um dia eu pesquisando sobre a pelagem do Pequinês, encontrei o blog Pequinês Curitibano, de cara me encantei com o Dodi e Ramon,e todos os dias eu entrava no blog para ler as postagens e foi numa quarta feira a noite quando entrei no blog Pequinês Curitibano que dei de cara com esta foto



Mas uma vez o amor a primeira vista tocou meu coração, seria o meu segundo Pequinês, decidi comprar uma companhia para Laika, seria bom para ela


        O nome Saymon umas 2 semanas antes de eu conhecer o blog, acordei um dia com aquele nome na cabeça, quando eu vi aqueles filhotes para vender, já sabia que o nome dele seria Saymon.

No dia 07 de maio fomos buscar o Saymon em Balneario Camboriu, a Evelize trouxe ele para nós até Balneario Camboriu, no trageto de volta a Laika veio sem olhar para minha cara, ela não queria o Saymon, ela deixou bem claro para mim: ESTOU DE MAL COM VOCÊ, mas eu sabia que ela estava com ciumes, que logo ela iria entender que o Saymon veio para somar e não para dividir.Paramos em Navegantes para comprar uma caminha para o Saymon, mas o Saymon pouco dormiu na cama dele, porque adivinhe quem pulava na cama do Saymon: A Laika, então ficava assim a Laika dormia na cama azul e o Saymon na cama rosa


  A Laika ela tem uns probleminhas de saude, não pode tomar nenhum tipo de antibiotico, já perdeu a mucosa do estomago, já ficou internada, os veterinarios acham que ela foi um filhote excluido.


 Eu até brinco que o que a Laika mamou de menos o Saymon mamou tudo e um pouco mais, ele é muito saudavel, adora fazer uma bagunça.



     Enquanto a Laika na hora de comer demora, cheira a ração, faz manha até que eu dou a ração na mão para ela comer, o Saymon parece que vai ser a ultima vez que vai comer, em segundos ele come tudo e ainda fica me olhando com aqueles olhos de QUERO MAIS.
O Saymon é muito esperto, as vezes quando compro petiscos e dou para eles, e guardo o que sobrou na minha bolsa, Saymon fica ao lado da minha bolsa cuidando dos petiscos, quer dizer fica rodeando tentando pega-los sem eu ver.


      O Saymon é mais calmo,não briga apenas se defende, adora comer um cocô, quando faz algo errado que chamamos a sua atenção, logo ele vem atrás pedindo desculpa (o pedido de desculpa dele é lamber). já a Laika é mais manhosa, quando quer ser amorosa ela é, mas quando quer ser teimosa (sai de baixo),se acha grande, adora puxar briga com o pastor alemão do vizinho, adora fazer barulho, mas na hora do vamos ver, recua.


 Aprendi muito com o Saymon e a Laika, eles me ensinaram a amar mais os animais, o quanto eles são importantes, que eles também sabem dar amor, por causa deles conheci muitas pessoas super legais e especiais, foi por eles que compramos um GPS para encontrar o Parcão em Curitiba(rsrs) que passamos finais de semana na praia para eles passear.



       Sem duvida eles troxeram muita alegria para mim e para minha familia, as vezes as pessoas me perguntam: VOCÊ TEM FILHOS.Eu respondo: NÃO, TENHO 2 cachorros.

Eles fazem parte da minha familia, fazem parte da minha vida, eles sabem o quanto amo eles e eu também sei o quanto eles me amam.

Como sendo a mais nova integrante do Pequinês Social Club agradeço de coração à todos, pois fomos muito bem recebidos, todos são pessoas super especiais.

Muito Obrigado


11 comentários:

  1. Valeu Aurea. Escrita com o coração.
    Não deixem de conhecer o blog dela http://anjospequineses.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Áurea Parabéns! como já falamos, eles realmente sentem o que está acontecendo ao redor!!!
    Bela história!!!
    Beijos
    Elaine

    ResponderExcluir
  3. Acho lindo pequinês branco e o preto.
    Que casal fofo! O café e o leite!
    Prazer em conhecê-la Áurea.

    ResponderExcluir
  4. Aurea querida, que bom ver a tua história e ver as fotos desses dois amores. O Saymon é um bichinho de pelúcia, lindo demais, malandro demais e amado demais. A Laika, é uma princesinha, delicada, ciumenta e querida. Como eu já disse antes, nós duas vamos estar ligadas sempre através dos nossos pequenos: Saymon e Lara.. bj

    ResponderExcluir
  5. Parabens! Que história emocionante e Contagiante! É muito importante e bom ter ao menos 2 pekes ! No inicio estranham-se mas na evolução ficam Grandes companheiros . Adorei o blog !

    ResponderExcluir
  6. Áurea, lindo demais as fotos, a história,e a gente ve que são criados com muito mimo e amor.
    Parabéns !

    ResponderExcluir
  7. Adorei Áurea! Seus pekes são super fotogênicos! Muito interessante! Nossa história de amor a primeira vista se repete!
    Na hora de comer, a Tasha fica olhando para a comida, como a Laika faz! Eu digo que ela está fazendo a oração antes da refeição.....depois ela come tudo!

    ResponderExcluir
  8. obrigado á todos, o mais gostoso é ver que nossas amizades foram construidas, pelo amor que sentimos pelos nossos pequineses.

    ResponderExcluir
  9. Áurea eu me lembro do dia que você viu o Saymon no Blog, você estava conversando comigo pelo msn e me mostrou o Saymon e me disse que ele seria o seu outro pequines.
    Como ele cresceu!!!!!

    Felipe

    ResponderExcluir
  10. =)
    Realmente, o Saymon foi o filhote que mais mamou depois da Lara....saudades dos meus netinhos...
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Sabe onde consigo um filhote branco pra comprar ? Já tenho dois pequineses e estou desesperada por um branco!!!!

    ResponderExcluir