Tradutor

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

Cadastre-se e receba em seu email as postagens

Pesquisar este blog

Seguidores

Welcome ao Pequinês Curitibano.

Histórias de uma Matilha Urbana. Participe!

Facebook

Quem sou eu

Total de visualizações de página

Top Blog

Pequinês Social Club

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

O Cocozão

Por volta do meio dia chegou a dona do canil com o pequeno príncipe. Ela abriu a caixa e nada do Dodi sair. Parecia com medo.
O que deveria passar na cabeça do cão  naquele momento?
Casa nova, dono novo.Como serei tratado? Acho que viajei um pouco nos pensamentos do Dodi.

Ele acabou tomando coragem e saiu. Olhou em sua volta cheirou o tapete e fez um enorme cocozão. De cara já mostrou  quem mandava ali.

Quando ficamos sozinhos ele foi para debaixo da mesa e lá ficou durante muito tempo. O olhar dele se fixava em mim, só era interrompido pelas suas cheiradas ao vento para sentir o clima.

Como já estava na hora de eu sair para trabalhar, apresentei a ele o seu novo quarto com vista para a máquina de lavar. Fiz um muro com o cesto de roupa suja e uma mala cheia de livros. Parecia uma favelinha. Para garantir que o resto de minha casa estaria no lugar que eu deixei quando voltasse.

Sai para trabalhar com o coração na mão. O que aconteceria no tempo que eu estaria  fora?

Um comentário:

  1. nossa, eu gostei disso...muitas vezes cheguei em casa muito apreenciva, pois inumeras vezes cheguei em casa, e ela não estava no mesmo lugar que havia deixado quando sai...mas agora aprendi, lugar de cachorro quando o dono não está em casa é na cozinha e área de serviço...

    bjo

    ResponderExcluir